betsson

MINHA PROFISSÃO: Técnicos em alimentos podem trabalhar em indústrias, empresas e laboratórios. Conheça mais sobre a área

Em 2015 o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) recebeu mais de 270 mil matrículas em cursos técnicos em todo o Brasil e é o principal parceiro do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec)

Você está no ensino médio e ainda não sabe qual profissão seguir? Ou já trabalha em alguma área e quer adquirir outros conhecimentos? Independente do que deseja, o importante é escolher uma instituição em que confia. Só em 2015, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) recebeu mais de 270 mil matrículas em cursos técnicos em todo o Brasil e é o principal parceiro do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Recentemente, a instituição avaliou seus alunos e mais de 70% deles tiveram desempenho considerados adequados ou avançados.

Nesta semana, a série Minha Profissão fala sobre o técnico de alimentos. A Agência CNI de Notícias entrevistou Cyleni Souza, técnica de ensino do curso de Alimentos na escola SENAI Horácio Augusto da Silveira, em São Paulo. Ela diz que o setor nunca deixa de crescer e demandar novos profissionais. Por isso, estudantes em busca de uma carreira e novos empreendedores se beneficiam ao fazer o curso, que tem duração de dois anos.

AGÊNCIA CNI DE NOTÍCIAS - Como é a profissão de técnico em alimentos?

CYLENI SOUZA - Esse profissional atua na indústria de alimentos. Ele coordena e desenvolve processos produtivos seguros para a produção de alimentos e desenvolve novos produtos. Além disso, ele também avalia a qualidade das matérias primas, dos insumos e dos produtos finais na produção.

AGÊNCIA CNI DE NOTÍCIAS - O que o aluno estuda no curso?

CYLENI SOUZA - Um pouco da química dos alimentos e processos produtivos de alimentos como frutas, massas, carne e chocolate. Ele estuda também sobre controle de qualidade, análise, gestão da produção, como coordenar os processos produtivos, como implantar um sistema de segurança dos alimentos e, ainda, como desenvolver novos produtos.

AGÊNCIA CNI DE NOTÍCIAS - Em quais áreas esses técnicos podem atuar?

CYLENI SOUZA - O leque de opções é bem variado. Indústrias e laboratórios são os principais destinos para os técnicos.  Há oportunidades nos mais diversos segmentos como carne, laticínios, frutas, panificação e confeitaria. Existem laboratórios dentro e fora da indústria que oferecem oportunidades em prestação de serviços de análise de alimentos. O profissional também pode trabalhar em empresas de consultoria, vendas técnicas e desenvolvimento de novos produtos.

AGÊNCIA CNI DE NOTÍCIAS - Quais as características que um bom profissional deve ter?

CYLENI SOUZA -
Ele deve ser uma pessoa dinâmica, com iniciativa e liderança, uma vez que ele coordena processos produtivos. Saber trabalhar em equipe e se comunicar nos diversos níveis hierárquicos também é importante porque ele tem de falar tanto com um operador de máquinas como com a gerência da empresa.

AGÊNCIA CNI DE NOTÍCIAS - Quem procura o curso de técnico em alimentos?

CYLENI SOUZA -
São pessoas que querem se profissionalizar em um espaço curto de tempo porque com um ano e meio ele já tem empregabilidade. Geralmente são pessoas que saíram do ensino médio e querem se profissionalizar antes de fazer faculdade. Temos também pessoas que fizeram Engenharia de Alimentos ou Nutrição e buscam o SENAI por que ele oferece o ensino prático. Outro público também são empreendedores que querem abrir o próprio negócio.

AGÊNCIA CNI DE NOTÍCIAS - Como é o mercado de trabalho e qual o salário?

CYLENI SOUZA -
Ele está sempre crescendo. Alimentos é uma área que não para nem mesmo na crise. Ninguém deixa de se alimentar. Aqui temos um setor de relacionamento com as empresas e as de panificação e confeitaria sempre pedem para a gente divulgar vagas de emprego e, assim, conseguir bons profissionais. O salário inicial de um técnico varia de R$1.200 a R$1.500, podendo chegar a R$3.000, dependendo do profissional e da empresa em que ele trabalha.
 

MAIS DA SÉRIE:

Relacionadas

Leia mais

VÍDEO - Uma indústria saudável se faz com trabalhadores saudáveis, diz diretor de Operações do SESI
Pensa em fazer algum dos cursos do SENAI? Saiba quais estados estão com matrículas abertas
Inovação é o tema da terceira temporada do programa Futura Profissão, do Canal Futura

Comentários

betsson Mapa do site