betsson

Comitiva do B20 e empresários brasileiros discutem propostas para estimular o crescimento global

Objetivo é recolher recomendações para promover o crescimento global e a criação de empregos, além de apoiar a colaboração econômica entre países

Pela primeira vez desde sua formação, em 2010, uma comitiva do Business 20 (B20) - plataforma empresarial do G20 - vem ao Brasil ouvir o empresariado que atua no país. O objetivo é recolher recomendações para promover o crescimento global e a criação de empregos, além de apoiar a colaboração econômica entre países. A reunião, marcada para sexta-feira (28) no escritório da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo, faz parte de uma missão que já passou pela Arábia Saudita, Índia, Cingapura e Azerbaijão. Depois, a comitiva visitará África do Sul e Rússia até chegar à Turquia, em novembro, quando as sugestões serão apresentadas à cúpula dos líderes do G20 – as maiores economias do mundo.

O B20 foi criado pelo G20 como mecanismo de diálogo entre os líderes empresariais globais e os chefes de Estado. Ao longo de cinco anos, foram entregues mais de 400 recomendações de fortalecimento da agenda empresarial aos líderes do G20. Pela estimativa do grupo, a implementação das recomendações representaria a injeção de um montante equivalente ao PIB da Alemanha na economia global, em torno de US$ 3,6 trilhões. Este ano, a prioridade é engajar cada vez mais empresários de economias emergentes em temas como políticas comerciais, capital humano, anticorrupção e mercado financeiro.

A presidência do B20 acompanha a do G20, que está a cargo da Turquia. Para a reunião na CNI, organizada em parceria com a Câmara de Comércio Internacional (em inglês International Chamber of Commerce – ICC Brasil) são esperados representantes de 70 empresas, a maioria do setor industrial. De acordo com o diretor de Políticas e Estratégia da CNI, José Augusto Fernandes, a opinião do setor industrial é fundamental para que as recomendações ao G20 ajudem a aumentar a competitividade do setor produtivo. “Essa é uma oportunidade de nos fazermos ouvir e de o B20 levar nossa mensagem. Uma das prioridades é investirmos na melhoria do ambiente regulatório que possa proporcionar melhores condições de crescimento", afirma Fernandes.

Já o diretor-executivo do ICC Brasil, Julian Kassum, destaca o papel do B20 como essencial para estabelecer ligações entre os formuladores de políticas globais - incluindo governos e instituições internacionais relevantes - e as comunidades de negócios ao redor do mundo. “A missão principal é incentivar o protagonismo das empresas na elaboração de orientações ao G20 que indiquem o caminho para a retomada de um crescimento vigoroso e inclusivo”, ressalta Kassum.

SAIBA MAIS

Evento: Entrevista coletiva de dirigentes da CNI, da ICC e B-20
Data: Sexta-feira, 29 de maio
Horário: 12h30
Local: Escritório da CNI em São Paulo, Rua Surubim, 504, 9° andar, Brooklin Novo.

Relacionadas

Leia mais

Brasil precisa atrair investimento chinês para infraestrutura, diz diretor da CNI
Alunos do SESI criam solução para reduzir consumo de água e são destaque no Jornal Nacional
CNI considera positiva criação de fundo para recursos de compensação ambiental

Comentários

betsson Mapa do site