betsson

CNI e Sebrae realizam maior encontro sobre inovação empresarial do país para estimular investimentos no setor

O congresso é o maior espaço de debate e propostas de políticas públicas e diálogo entre os setores privado e público a fim de fortalecer o ambiente de inovação no Brasil

Discurso do presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, na 5ª edição do evento, em 2013

Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizam o 6° Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria. O evento, marcado para os dias 13 e 14 de maio, ocorrerá no Sheraton WTC Golden Hall, em São Paulo. São esperados 3 mil participantes entre executivos das maiores indústrias do país, empresários, empreendedores, especialistas, representantes de startups e outras empresas de base tecnológica. O congresso é o maior espaço de debate e propostas de políticas públicas e diálogo entre os setores privado e público a fim de fortalecer o ambiente de inovação no Brasil. 

“A prosperidade do país depende de um esforço conjunto e de ações coordenadas entre os setores produtivo, acadêmico e público. É isso que fortalecerá a estratégia de inovação da indústria brasileira. O avanço se dará com investimentos pesados em educação e em desenvolvimento tecnológico empresarial, com estímulo à criatividade, com leis mais claras e um sistema de financiamento mais diversificado”, avalia Robson Braga de Andrade, presidente da CNI. Para ele, esses são elementos essenciais para um ecossistema que estimula a indústria a inovar e, assim, crescer, mesmo em cenários econômicos adversos. 

De acordo com o presidente do Sebrae, Luiz Barretto, o Brasil não terá inovação se não incorporar os pequenos negócios ao processo de encadeamento produtivo, que é a estratégia para aumentar a competitividade por meio de relacionamentos cooperativos entre pequenas e grandes empresas. “Com o encadeamento ganham os empreendedores de pequeno porte, porque eles se inserem na cadeia de valor da indústria, gerando um maior volume de negócios e aumento de competitividade. Ganham as grandes empresas, porque passam a contar com uma gama maior de fornecedores, negociando preços melhores, ampliando a flexibilidade no fornecimento e na distribuição. Encadeamento pressupõe relacionamentos de longo prazo”, observa. 

A cada ano, o país vem perdendo posições nos principais rankings internacionais de inovação. No Índice Global de Competitividade 2014-2015, do Fórum Econômico Mundial, o Brasil ocupa a 57ª posição entre 144 países – queda de 11 posições comparado ao relatório de 2012-2013. Já no Índice Global de Competitividade, no qual o International Institute for Management Development (IMD) e a Fundação Dom Cabral comparam o desempenho de 60 países, o Brasil estava na 38ª posição em 2010, passou para 44ª em 2011, 46ª em 2012, 51ª em 2013 e chegou a 54ª em 2014. 

6° Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria é o momento de avaliação desses cenários e imersão para a melhoria de políticas públicas, aproximação entre indústrias, governo, universidades e institutos de pesquisa e desenvolvimento públicos e privados, além de fortalecer o engajamento de líderes empresariais e disseminar práticas inovadoras de sucesso em países e empresas que são referência no setor. 

PALESTRANTES – Nesse sentido, a programação conta com alguns dos principais especialistas em financiamento, propriedade intelectual, recursos humanos e engenharias, startups e pequenos negócios e tecnologias do futuro. Entre eles, estão: 

•    Antony Taubman, diretor da divisão de propriedade intelectual da Organização Mundial do Comércio (OMC) 
•    Cesar Hidalgo, líder do grupo Conexões Macro do Media Lab do Massachusetts Institute of Technology (MIT) 
•    Deborah Wince-Smith, CEO do Council of Competitiveness (EUA) 
•    Elizabeth Reynolds, diretora-executiva do Centro de Performance Industrial do Massachusetts Institute of Technology (MIT) 
•    Mariana Mazzucato, professora de Economia da Inovação da Universidade de Sussex (Inglaterra); 
•    Richard Miller, reitor do Olin College of Engineering (EUA) 
•    Sethuraman Panchanathan, diretor do Instituto Global de Sustentabilidade da Universidade Estadual do Arizona (EUA) 
•    Thomas Mason, diretor do Oak Ridge National Laboratory (EUA) 
•    William Goldstein, diretor do Lawrence Livermore National Laboratory (EUA) 
Também participarão convidados especiais de empresas que são referências mundiais em inovação: 
•    Bernardo Gradin, presidente da GranBio 
•    Guruduth Banavar, vice-presidente de Computação Cognitiva da IBM 
•    James Phillips, presidente do Conselho de Administração e CEO da NanoMech 
•    John Kao, CEO e fundador da EdgeMakers 
•    Josie Adams, vice-presidente global de inovação da AVON 
•    Ken Washington, vice-presidente de Pesquisa e Engenharia Avançada da FORD Mundial 
•    Láercio Cosentino, presidente e CEO da TOTVS 
•    Mauro Kern, vice-presidente executivo de operações da EMBRAER 
•    Pedro Passos, cofundados da NATURA 
•    Ricardo Pelegrini, gerente-geral da unidade de serviços para IBM Amércia Latina 

Para os dois dias de evento, além de palestras e talk-shows, estão programadas outras ações que visam à consolidação do ecossistema de inovação no Brasil. Confira: 

13/05 
Lançamento da publicação Inovar é fazer: 22 casos de inovação de pequenas, médias e grandes empresas 

O livro reúne experiências de inovação bem sucedidas e que servem de exemplo e inspiração a outras empresas que querem inovar. Os casos têm características peculiares, mas todas são trajetórias que ilustram situações de administração de riscos, gestão da inovação, parcerias, apoios externos, política de propriedade intelectual, busca por visibilidade e reconhecimento e, principalmente, resultados. 

13/05 
Lançamento da Chamada Nacional de Projetos 
A CNI e o Sebrae lançam a primeira edição da Chamada Nacional de Projetos, que terá aporte de R$ 20,5 milhões. A iniciativa visa a apoiar, técnica e financeiramente, micro e pequenas empresas industriais por meio de consultorias em gestão da inovação e gestão empresarial. Os projetos devem ser apresentados pelos Núcleos Estaduais de Inovação do Sistema Indústria, sediados nas Federações, SESI, SENAI e IEL, em parceria com as Unidades Federativas do Sebrae. 

13/05 
Entrega do Prêmio Nacional de Inovação 

O Prêmio Nacional de Inovação é realizado pela CNI e pelo Sebrae, com o apoio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Movimento Brasil Competitivo (MBC), Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). 

Empresas de grande, médio e pequeno portes serão premiadas em quatro categorias: 
Gestão da Inovação – busca reconhecer métodos, técnicas e ferramentas de gestão da inovação que estabeleçam um ambiente propício ao desenvolvimento de projetos inovadores. 

Inovação Tecnológica – valoriza projetos de produtos ou processos que contribuem para o aumento dos níveis competitividade da empresa. 

Inovação em Modelo de Negócio – premia a forma como projetos são levados ao mercado a fim de aprimoramento de modelos de negócio capazes de gerar impactos na empresa. 

Agente Local de Inovação – direcionada a micro e pequenas empresas atendidas pelo Programa Agentes Locais de Inovação (ALI) do Sebrae nos setores de indústria, comércio e serviços.

INICIATIVA DA MEI – O Congresso de Inovação nasceu por iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI). Criado em 2008 e coordenado pela CNI, o movimento reúne mais de 100 lideranças empresariais das maiores empresas do país. Neste ambiente, são propostas e debatidas políticas de apoio à inovação com autoridades do governo, no mais bem consolidado espaço de diálogo privado-público do país. O trabalho incansável da MEI é pela busca conjunta de soluções e por ter a inovação como condição primordial para as empresas competirem e conquistarem novos mercados, proporcionando mais e melhores empregos, fortalecendo a indústria nacional e, consequentemente, melhorando a qualidade de vida da sociedade. 

SAIBA MAIS 
O QUE: 6° Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria 
QUANDO: 13/5, das 8h às 22h; 14 de maio, das 8h às 18h 
ONDE: Sheraton WTC Golden Hall, Av. das Nações Unidas, 12.551, Brooklin Novo, São Paulo 
PARA OUTRAS INFORMAÇÕES, ACESSE O SITE DO CONGRESSO DE INOVAÇÃO.
O Congresso será transmitido ao vivo. Além disso, você pode acompanhar a cobertura em tempo real no perfil da CNI no Twitter. 


Mais notícias

Relacionadas

Leia mais

Políticas de longo prazo e instituições estáveis podem acelerar inovação no Brasil, diz estudo do MIT
Governo precisa aplicar mais recursos em inovação

Comentários

betsson Mapa do site